Aulas para grupos, palestras para empresas, carta de vinhos e treinamento para restaurantes e lojas. Elaboração de cardápios para harmonização enogastronômica. Coordenação de eventos: degustação de vinhos, serviço do vinho, feiras e jantares harmonizados.

9 de fevereiro de 2009

Vinho & Companhia

Olá pessoal,
Hj o post é para divulgar um evento que eu faço em parceria com Sérgio Savian. Especialmente para os solteiros.
Vinho & Companhia
É uma forma agradável e descontraída de conhecer um pouquinho mais sobre os vinhos num bate-papo descontraído, de alto-astral. O objetivo desse encontro é quebrar alguns mitos e paradigmas que giram em torno dessa bebida tão atraente.
Vamos dar uma pequena iniciação a esse mundo tão intrigante e apaixonante dos vinhos, de um jeito divertido e sem mistérios. O conhecimento sobre vinhos é uma forma peculiar para se destacar na multidão, um jeito agradável de compartilhar experiências e também uma excelente oportunidade para reunir as pessoas.
Ivania Amaral é quem coordena o encontro. Ela é proprietária da empresa I Vini Vinhos & Enogastronomia. É engenheira de Alimentos da Unicamp com pós-graduação em Administração de Empresas pela FGV e Sommelier da ABS-São Paulo. Fez do seu hobby seu trabalho em tempo integral.Descrição:
Data:Dia 12 de fevereiro de 2009, das 20 às 22 horas.
Local:Salão de eventos no Hotel Le Premier, localizado à Rua Guarará, 511 - Jardim São Paulo - São Paulo.
Dúvidas:Em caso de dúvida, entre em contato conosco pelo telefone 11 3104-9684 ou pelo e-mail contato@sergiosavian.com.br

1 de fevereiro de 2009

Michel Torino Coleccion Pinot Noir 2007

Olá pessoal,

O vinho do mês de fevereiro é o Michel Torino Coleccion Pinot Noir 2007.

Eu vou começar a falar da garrafa, confesso que eu achei inusitado um pinot noir ser comercializado nesse tipo de garrafa, que eu chamo de garrafa de homem, ou garrafa bordalesa, que é larga nos ombros, como na foto ao lado direito.

Geralmente os vinhos de pinot noir vêm em garrafas de menina, ou borgonhesa, com pescoço mais comprido e quadris largos. Como a foto da esquerda, muito popular para vinhos brancos e tintos leves.
No site do produtor encontrei as informações de produção, muito curioso: maceração a frio para extração de cor e aromas, método utilizado no beaujolais noveau e 5 meses de barrica (não falou qual nem qual uso).
Um vinho interessante e inusitado, esse produtor é muito criativo!
No visual uma cor bem diferente do que se espera de um pinot noir, um rubi mais intenso com reflexos violáceos, aqui o resultado da maceração a frio fica evidente.
No nariz baixa complexidade aromática com frutas maduras, cereja, herbáceo de média persistência, a madeira não deixa rastros perceptíveis, é um vinho fresco!
Na boca a surpresa: acidez boa, taninos vivos, de qualidade mediana e um amargor residual, que poderia não existir, o álcool está bem integrado, mas definitivamente o equilíbrio está comprometido pelo excesso de tanino. O que me faz pensar: de onde veio tanto tanino??? Da barrica não pode ser, pois os aromas típicos seriam mais intensos, então eu me pergunto se houve a vinificação com os engaços? A característica da pinot noir é não ter taninos e uma das saídas para incorporá-los na bebida é a vinificação com os engaços e, infelizmente, se o produtor não trabalhar muito bem o vinho fica um restrogosto herbáceo. E alguém não sentiu esse gosto de galho verde no vinho?
É um vinho diferente e inusitado, um ótimo custo benefício. Excelente com bife ancho, mas sem muita gordura e sem molho.
Começamos a semana bem!!! Obrigada Rafael, ótima escolha!
Bjos
Ivi